Senado mostra a “cara” da política suja que apodrece o Brasil

Mais um vez os brasileiros levaram um tapa na cara dos políticos. O que aconteceu no Senado foi o mais fiel exemplo de política suja, nojenta e podre, os os interesses debatidos são apenas os dos próprios políticos. E Santa Catarina estava bem representada nessa sujeira toda.   Os três representantes de Santa Catarina na Câmara Alta, Dário Berger (PMDB), Paulo Bauer (líder da bancada tucana, que chegou à Casa de ambulância), e Dalirio Beber (PSDB) votaram pela derrubada, na sessão de terça-feira, das medidas cautelares – afastamento do mandato, recolhimento noturno e suspensão do passaporte – impostas pelo STF a Aécio Neves. Engana-se, contudo, quem acha que houve corporativismo no Senado.

Ocorreu que suas “Excelências” exercitaram, ao extremo, seu melhor instinto, o da sobrevivência. No plenário, ontem, estavam 18 senadores enrolados até o pescoço com a Lava Jato. Essa turma olhava para o senador mineiro como um espelho: eu posso ser o Aécio amanhã. No mais, a escancarada e quase que fechada postura do PMDB, com 18 de seus 20 senadores votando favoravelmente ao tucano, demonstra que há um acordo entre PMDB e PSDB.

Os peemedebistas que livraram o mineiro no Senado agora esperam que os tucanos ajudem a livrar Michel Temer da segunda denúncia de Janot na Câmara. Não por acaso, o próprio presidente entrou no corpo-a-corpo, terça-feira, “convencendo” senadores a salvarem Aécio da guilhotina. O placar de 44 a 26 foi apertado. O número mínimo necessário visando a derrubar as medidas definidas pelo STF era de 41 votos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s